Reflexões dos PAOs Ibero-americanas: Efeitos da crise no COVID-19

Manuel Arias | May 1, 2020 |

Available Languages: English | Portuguese | Spanish

Em março de 2020, no início da crise do COVID-19 nos EUA e na América Latina, a IFAC realizou sua primeira discussão virtual com Organismos Profissionais de Contabildiade (PAOs) da América Latina e Europa (Resposta Ibero-americana das PAOs ao Covid-19).

Naquela época, os PAOs estavam focados principalmente em fazer rapidamente as mudanças necessárias para garantir a continuidade dos negócios e a viabilidade financeira, dinamizando operações virtuais e maior digitalização de serviços de valor agregado. Alguns estavam melhor preparados que outros para enfrentar esse desafio, enquanto outros precisavam começar quase do zero. Em nosso segundo fórum, quase um mês depois, os PAOs discutiram mais dos impactos e efeitos da crise do COVID-19. Neste segundo fórum, 40 representantes de PAOs de mais de 18 países, incluindo países ibero-americanos e africanos de língua portuguesa, compartilharam suas experiências.

Capacidades diferentes para responder

  • Existe uma variedade de capacidade e desenvolvimento entre os PAOs, o que foi exacerbado pelo ambiente atual. Independentemente disso, a maioria dos PAOs desenvolveu planos de continuidade de negócios para garantir sua operação durante a crise.
  • Adaptabilidade, flexibilidade e reprioritização eram temas recorrentes. Os líderes estão se adaptando a um ambiente operacional virtual e também devem incentivar a equipe e os voluntários a serem ágeis.
  • Um pequeno número de PAOs, infelizmente, teve que suspender suas operações durante bloqueios obrigatórios e distribuir seus funcionários. Alguns conselhos não estavam prontos para girar e priorizaram a reestruturação da dívida e o fluxo de caixa.

É preciso mais do que apenas software

  • A maioria dos PAOs havia estabelecido planos para desenvolver plataformas de treinamento virtual antes da crise. Aqueles que tinham planos avançados foram capazes de pressionar para uma implementação e entrega de serviços mais rápidos. Outros estão usando diferentes plataformas de mídia, como o YouTube, para alcançar seus membros e partes interessadas.
  • No entanto, apenas ter uma plataforma virtual não garante a manutenção da receita e do envolvimento dos membros. Existem alguns PAOs que não obtiveram receita com atividades de treinamento por três razões principais: uma rápida mudança para algo não tradicional (treinamento virtual versus treinamento presencial); falta de instrutores on-line experientes; e limitações financeiras entre os participantes.
  • Em contrapartida, outros PAOs que podem fazê-lo financeiramente decidiram fornecer todo o treinamento gratuitamente pelo restante do ano.
  • Os PAOs também observaram aumento da concorrência no espaço virtual de aprendizado. Atualmente, existem inúmeras ofertas de outros PAOs nacionais e internacionais, empresas de contabilidade e auditoria, universidades e indivíduos. Os PAOs começaram a desenvolver estratégias para atrair seus membros e outros profissionais para treinamentos, concentrando-se na qualidade e no reconhecimento da marca em suas respectivas jurisdições.

Pressões de fluxo de caixa

  • Os PAOs não estão isentos do risco atual de falhas corporativas. As organizações com membros voluntários foram mais impactadas e enfrentam desafios significativos na manutenção de seus fluxos de caixa. Alguns PAOs relataram um declínio abrupto de 30%, enquanto outros estão adiando a cobrança de cotas por 2 a 3 meses ou avaliando uma redução na taxa de associação.
  • Os PAOs com associação obrigatória estão avaliando os impactos sobre seus membros, principalmente quanto as empresas micro, de pequeno e médio porte, que enfrentam os maiores riscos de pressão e liquidez.

Mantendo o ritmo com o cenário regulatório

  • Os PAOs continuam seu papel essencial de interesse público, apoiando governos, empresas e membros durante esse período turbulento. Os participantes do fórum observaram a importância de ser um ator nessa área para evitar fragmentação e falta de comunicação entre as partes interessadas, pois algumas jurisdições emitiram mais de 100 novas leis e regulamentos que afetam a profissão de contador.

Algumas das questões discutidas durante o fórum regional virtual não são novas ou devido à crise atual. Pelo contrário, as questões simplesmente se tornaram mais visíveis e urgentes neste novo contexto. Pode ser difícil reconhecer, mas os PAOs na América Latina, em particular, só vão superar os novos obstáculos, enfrentando questões históricas subjacentes, como: envelhecimento da sociedade; dificuldades em atrair a próxima geração de talentos e profissionais; estruturas de governança que resistem à inovação e abrem mentalidades; e outras restrições operacionais e financeiras.

A relevância é um pilar essencial da estrutura de capacitação do IFAC para o PAO, na qual o IFAC já escreveu anteriormente em What Does a Future-Ready PAO Look Like? e Building a Future-Ready PAO É difícil prever quais serão as conseqüências finais da pandemia na profissão. No entanto, a crise traz oportunidades para os PAOs aumentarem sua relevância e valor social, criando novos produtos, inovando em seus serviços, alavancando tecnologia, melhorando as comunicações e desenvolvendo novas estratégias para atrair e reter membros.

Para estar pronto para o futuro, os PAOs devem estar preparados para pensar e agir agora. O sucesso requer uma abordagem sistêmica da mudança: um ciclo de transformação pelo qual os PAOs visualizam, planejam, implementam e avaliam, aprendendo continuamente à medida que avançam e mantendo em mente o tema central da relevância.

Para obter recursos, orientações e conselhos adicionais da comunidade da IFAC sobre como ajustar e gerenciar durante esta situação em rápida evolução, visite IFAC COVID-19 web page que é continuamente atualizada. Para os PAOs que precisam de suporte na oferta de CPD on-line, consulte a página Online CPD Services for Professional Accountancy Organizations webpage da IFAC, que lista várias organizações membros da IFAC que estão prontas para ajudar os PAOs com CPD on-line para membros.

 

 

Manuel Arias

Senior Technical Manager, Quality & Development, IFAC

Manuel Arias is a Senior Technical Manager, Quality & Development at IFAC, where he leads the Member Compliance Program’s operations and has responsibilities over Latin America, North America, and some European member organizations. He was previously the Inter-institutional Relations and Strategy Manager at the INCP—Colombian PAO and was previously employed in the Colombian Red Cross. Manuel has a Master’s of Business Administration (MBA) from the Universidad de los Andes—Colombia and a degree in Economics from the Universidad Nacional—Colombia.   See more by Manuel Arias

 

Join the Conversation

To leave a comment below, login or register with IFAC.org

 

Thank you for your interest in our publications. These valuable works are the product of substantial time, effort and resources, which you acknowledge by accepting the following terms of use. You may not reproduce, store, transmit in any form or by any means, with the exception of non-commercial use (e.g., professional and personal reference and research work), translate, modify or create derivative works or adaptations based on such publications, or any part thereof, without the prior written permission of IFAC.

Our reproduction and translation policies, as well as our online permission request and inquiry system, are accessible on the Permissions Information web page.

For additional information, please read our website Terms of Use. ALL RIGHTS RESERVED.